Inspeções

Inspeção antes da partida da unidade

Assegure-se de que existam todos os parafusos de fixação do fole à estrutura metálica. Verifique de que os parafusos de fixação dos flanges tenham sido apertados com o torque adequado.

Verifique se os eventuais desalinhamentos de montagem estejam de acordo com o que foi previsto no projeto.

Inspecione toda as superfícies do fole compensador para assegurar-se de que não existem danos de qualquer natureza. Remova qualquer detrito que esteja sobre os mesmos.

Certifique-se de que todas as travas de transporte (identificadas pela cor amarela) tenham sido retiradas, bem como eventuais proteções superficiais do fole compensador.

Observe se o sentido do fluxo coincide com o sentido de montagem da junta.

Verifique se não existe obstrução de qualquer natureza no entorno do fole compensador que possa impedir a livre troca de calor com o meio ambiente, e desta forma causar um sobre-aquecimento.

Inspecione com particular cuidado toda a transição do isolamento térmico externo, nas imediações da junta, para certificar-se de que estão de acordo com as instruções contidas neste site, nas figuras 14 e 15.

Sem prejuízo a outras instruções particulares de instalação, os tópicos acima devem ser rigorosamente seguidos.

Inspeção imediatamente após a partida da unidade

Durante a partida da unidade e o respectivo aquecimento da junta de expansão, os diversos componentes desta, entram em um processo de ajuste. Após a estabilização do processo, os diversos parafusos devem ser reapertados, tão breve quanto possível e antes de uma primeira parada da unidade.

Aperte os parafusos somente com o torque recomendado pela TEADIT®.

Verifique se os reais deslocamentos da junta estão de acordo com o especificado em projeto.

Mantenha um registro das dimensões antes e depois da partida da unidade para eventuais consultas posteriores, em caso de problemas.

Particularmente nos primeiros dias de operação, faça um monitoramento constante da superfície externa do fole compensador buscando por algum eventual dano ou descoloração de sua cobertura, que pode ser um indício de excessivo movimento ou temperatura.

Quando em operação, certifique-se de que as cabeças dos parafusos não toquem a superfície do fole compensador.

Inspeções rotineiras e de manutenção

Inspeções regulares de manutenção são essenciais para o bom desempenho da juntas de expansão. Um programa rotineiro de inspeção deve incluir, entre outros:

Inspeção de qualquer depósito de material externo sobre a parte superior do fole compensador, particularmente em juntas de grandes dimensões horizontais. O depósito de materiais como escória de solda, poeira, cavacos de madeira, restos de isolação, etc. podem causar a prematura falha da junta.

Inspeção de possíveis trincas na estrutura metálica ou vazamentos na conexão do fole compensador com a estrutura metálica, que permita a fuga de gases ou a entrada de ar falso.

Dobras não previstas do fole compensador sobre si mesmo causando o aparecimento de pontos quentes, que venham a causar uma sobre-temperatura nas camadas mais externas do fole compensador.

Falta de parafusos de fixação do fole à estrutura metálica.

Perfurações e/ou cortes superficiais no fole compensador.

Acúmulo de material particulado no interior do fole.

Descarte de elementos substituídos das juntas

O descarte final dos elementos substituídos da junta de expansão é de responsabilidade do usuário.

O descarte final deve ser em um local próprio para este fim e de acordo com as disposições legais.

Não incinere elementos derivados de PTFE, pois sua queima pode exalar gases tóxicos.

Um particular cuidado é recomendado no trato de elementos de foles compensadores contaminados.

Observe Sempre

A despeito de sua confiabilidade e durabilidade, juntas de expansão pertencem a um grupo de equipamentos que necessitam de reposição em intervalos de tempo periódicos. Paradas onerosas e inesperadas de unidades podem ser evitadas com um programa de inspeção e substituição periódica dos foles compensadores. Muito embora as juntas de expansão não requeiram um programa de manutenção propriamente dito, elas devem ser inspecionadas regularmente em busca de sinais que evidenciem um dano futuro ou sua degradação.

Um dos primeiros sinais de danos ou degradação de um fole compensador é visível em sua superfície externa: a descoloração ou escamação, dependendo do tipo de acabamento, é um indicativo da necessidade de sua substituição. Mesmo antes que estes sinais se tornem evidentes, uma análise por termografia pode identificar previamente sinais de pontos quentes (hot spots) e áreas potencialmente problemáticas. Devemos ter em mente que a descoloração das superfícies externas também pode ser resultado de um ataque químico (ácido ou cáustico), o qual não pode ser identificado por uma termografia.

Um roteiro de inspeções deve obrigatoriamente incluir os seguinte pontos

A adequada ventilação no entorno da junta de expansão.

Eventuais faltas de parafusos.

Sinais de dano ou vazamento no fole (em sistemas que operem em pressões negativas, a entrada de ar falso) junto à estrutura metálica e adjacências.

Sinais de descoloração e/ou escamação do fole compensador.

Deterioração da estrutura metálica ou parafusos por corrosão.

Sempre que possível, uma inspeção interna dos dutos deve ser feita durante paradas da unidade e deve-se implementar um programa de reposição periódica e
preventiva de foles que operem em posições críticas da planta, para a prevenção de paradas emergenciais.

termatic
Retorna a página anterior voltar

TEADIT - Unidade Rio de Janeiro/RJ

Av. Pastor Martin Luther King Jr, 8939 Rio de Janeiro, RJ CEP 21530-012

Telefone: (21) 2132-2500 

TEADIT - Unidade Campinas/SP

Av. Mercedes Benz, 390 Distrito Industrial Campinas, SP CEP 13054-750

Telefone: (19) 3765-6500 

Central de Vendas Brasil: (19) 3765-6501

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

2014 © Teadit | Todos os direitos reservados.

Este site utiliza tecnologias modernas como JavaScript, CSS, HTML5 e WebFonts e por isto é melhor visualizado em navegadores modernos.

Recomendamos o Google Chrome como navegador ideal para o site.