Juntas Vedação

O sucesso da vedação é decorrente de vários fatores entre os quais estão a qualidade da matéria-prima utilizada, a perfeita seleção do tipo de junta e do material da mesma e o conhecimento de todos os dados operacionais e de aplicação. Ou seja, uma união flangeada, para ser vedada, precisa ter uma especificação perfeita. Feita essa especificação, definido o tipo e material da junta, esta tem que ser fabricada dentro de rígidos critérios e tecnologia de modo a respeitar todos os limites, quer dimensionais ou construtivos, de norma, assegurando, assim, a performance e boa selabilidade. As juntas de vedação TEADIT® têm qualidade incomparável e são a garantia, sem risco, da perfeita selabilidade e melhor custo-benefício.

Se fosse econômica e tecnicamente viável a fabricação de flanges com superfícies planas e perfeitamente lapidadas, e se conseguíssemos manter estas superfícies em contato permanente, não necessitaríamos de juntas. Esta impossibilidade econômica e técnica é causada por:

  • – Tamanho do equipamento e/ou dos flanges.
  • – Dificuldade em manter estas superfícies extremamente lisas durante o manuseio e/ou montagem do equipamento ou tubulação.
  • – Corrosão ou erosão, com o tempo, das superfícies de vedação.

Para contornar esta dificuldade, as juntas são utilizadas como elemento de vedação. Uma junta, ao ser apertada contra as superfícies dos flanges preenche as imperfeições entre elas, proporcionando a vedação. Portanto, para conseguirmos uma vedação satisfatória, quatro fatores devem ser considerados:

Força de Esmagamento Inicial:

Devemos prover uma forma adequada de esmagar a junta, de modo que ela preencha as imperfeições dos flanges. A pressão mínima de esmagamento é normalizada pela ASME (American Society of Mechanical Engineers) e será mostrada adiante. Esta força de esmagamento deve ser limitada para não destruir a junta por esmagamento excessivo.

Força de Vedação

Deve haver uma pressão residual sobre a junta, de modo a mantê-la em contato com as superfícies dos flanges, evitando vazamentos.

Seleção dos Materiais:

Os materiais da junta devem resistir às pressões as quais a junta vai ser submetida e ao fluido vedado. A correta seleção de materiais precisa ser respeitada.

Acabamento Superficial

Para cada tipo de junta e/ou material existe um acabamento recomendado para as superfícies de vedação. O desconhecimento destes valores é uma das principais causas de vazamentos.

Forças em uma União Flangeada

A figura 1 mostra as principais forças em uma união flangeada.

  • – Força radial: é originada pela pressão interna e tende a expulsar a junta.
  • – Força de separação: é também originada pela pressão interna e tende a separar os flanges.
  • – Força dos parafusos: é a força total exercida pelo aperto dos parafusos.
  • – Força de Vedação: é a força que comprime os flanges contra a junta. Inicialmente é igual à força dos parafusos, após a pressurização do sistema é igual à força dos parafusos menos a força de separação.
juntasvedacao

Principais causas de falha de vedação

  • 1. Temperaturas incompatíveis com a junta utilizada.
  • 2. Pressões elevadas incompatíveis com a junta utilizada.
  • 3. Ataque químico.
  • 4. Ciclagem térmica incompatível com a junta utilizada.
  • 5. Dimensionamento incorreto da junta.
  • 6. Acabamento superficial do flange incompatível com a junta.
  • 7. Material do flange incompatível com a junta.
  • 8. Características típicas de cada equipamento.
  • 9. Montagem inadequada da junta.

 

Retorna a página anterior voltar

TEADIT - Unidade Rio de Janeiro/RJ

Av. Pastor Martin Luther King Jr, 8939 Rio de Janeiro, RJ CEP 21530-012

Telefone: (21) 2132-2500 

TEADIT - Unidade Campinas/SP

Av. Mercedes Benz, 390 Distrito Industrial Campinas, SP CEP 13054-750

Telefone: (19) 3765-6500 

Central de Vendas Brasil: (19) 3765-6501

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

2014 © Teadit | Todos os direitos reservados.

Este site utiliza tecnologias modernas como JavaScript, CSS, HTML5 e WebFonts e por isto é melhor visualizado em navegadores modernos.

Recomendamos o Google Chrome como navegador ideal para o site.